O Setor - Vitoria Stone Fair | Marmomac Latin America

O Setor

Dados setoriais Brasileiros

Com a maior diversidade em pedras no mundo em mais de 1,5 mil pedreiras ativas, resultando numa produção de mais de 9 milhões de toneladas em 2018, o Brasil conquistou seu espaço no cenário mundial, com investimentos feitos em tecnologia de extração e beneficiamento de rochas ornamentais. São mais de 10 mil empresas atuantes no setor, sendo 400 com atuação internacional, com parques modernos e que possuem uma participação importante na balança comercial brasileira. 

E, quando falamos em rochas ornamentais, o Espírito Santo é uma referência nacional; o Estado que sedia a Vitoria Stone Fair, é o maior exportador de rochas ornamentais do Brasil. O Estado respondeu por 79,7% do total do faturamento e 71,5% do total do volume físico das exportações brasileiras de rochas em 2018. As principais empresas que exploram, beneficiam e exportam as mais de 1.200 variedades de materiais no país estão localizadas no Estado. 

A edição de 2020 da Vitoria Stone Fair acontece em um cenário com excelentes perspectivas. As exportações brasileiras de rochas ornamentais somaram US$ 694,7 milhões e 1, 45 milhões t entre janeiro de agosto de 2019, com uma variação positiva de respectivamente 15% e 12% em relação ao mesmo período de 2018. Isso não acontecia desde 2013 e já possível afirmar que as exportações de 2019 voltarão a ultrapassar a marca de US$ 1 bilhão.

Dimensão do setor de Rochas Ornamentais no Brasil em 2018 
▪ US$ 992,55 milhões de faturamento e 2,20 milhões de toneladas exportadas;  
▪ Espírito Santo é o principal estado exportador (US$ 791,4 milhões e 1,65 milhões de toneladas);
▪ Exportações efetuadas para 120 países, em todos os continentes;
▪ 1.200 variedades comercializadas nos mercados interno e externo;
▪ 1.500 pedreiras ativas;
▪ 10 mil empresas atuando na cadeia produtiva;
▪ 120 mil empregos diretos no setor;
▪ Pelo menos 400 empresas exportados; 
▪ Principal fornecedor para o mercado dos EUA (US$ 594,4 milhões exportados).

Fonte: ABIROCHAS