Área Imprensa
Imprensa

Materiais exóticos e inéditos em tons claros chamam atenção na feira


Pedras, que vão dos mármores, quartzitos até granitos, em tons que variam do branco ao cinza são as apostas de expositores da Vitória Stone Fair | Marmomac Latin America 2017 para negócios no mercado internacional, principalmente com os Estados Unidos.

Os americanos, sempre de olho em rochas exóticas e de cores fortes, agora procuram por pedras em tons mais claros para compor projetos residenciais. Caso do Silver Sea, lançamento da Pemagran, uma dolamita que começou a ser extraída no final de 2016, em tons de cinza em camadas. “Materiais de tons mais neutros têm muita aceitação no mercado americano”, lembrou a gerente de Marketing, Karoline Sandrini.

Com boa paginação, lembrando um leque em cores cinza num fundo branco, o quartzito Invictus, da Itapoama, que começou a ser extraído há dois meses, segue também essa linha. Ou o White Everest, apresentado pela primeira vez no Brasil pela Jaciguá. “Os americanos tinham um gosto para cores fortes, como marrom, amarelo, bordô, e nos últimos anos começaram a comprar materiais mais claros, em fundo branco”, lembra Maria Calvi, gerente comercial da Jaciguá.

Na Guidoni Mineração, um mármore em tom de branco a cinza recém descoberto, ainda sem nome, promete superar os materiais de Carrara (Itália), principalmente pela sua dureza, segundo explicou o presidente da empresa, José Antônio Guidoni. Com suas características, a pedra pode ser usada em pisos e até mesmo em fachadas. “É uma rocha aceita em qualquer mercado”, disse.

Os Estados Unidos são o principal consumidor das rochas brasileiras no mundo, ao importarem US$ 222,4 milhões de janeiro a abril deste ano, segundo dados do Centro Brasileiro dos Exportadores de Rochas Ornamentais (Centrorochas).





Mais notícias: